domingo, 11 de junho de 2017

Poema inacabado

Você é como um poema inacabado
Traz inspiração e desaparece sem nem se despedir
É como o frio em um dia de sábado
Aconchegante mas que tira a possibilidade de sentir vontade de sair

Você é como o frio na barriga em meio a um quase acidente
É a mistura do alívio de estar vivo e o medo de não existir mais
Você é como um riso sincero porém imprudente
Que faz querer rir além do que se é capaz

Você é a mistura da chuva com o sol ao fundo
É a dúvida de atravessar logo ou esperar o carro passar
Você é a noção do quão pequeno se pode ser em comparação ao mundo
E quão imenso se por dentro você conseguir se olhar

Você é a vontade de dizer sim
Você é o motivo para dizer não
Você é aquele nó na garganta ruim
Quando se lembra de um momento bom ao ouvir uma canção

Você é a mistura boa do doce e salgado
Mas que nem sempre dá certo
Você é o desejo de seguir uma aportunidade imperdível
Mas que traz consigo um futuro incerto...

Você é como um


                                                         Graciele S.Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta o que achou que eu respondo na velocidade da luz! Beijos doces s2