domingo, 18 de junho de 2017

Rego

Eu rego essa saudade
que me invade por inteiro
esperando com ansiedade
que cresça e, com o tempo, 
desapareça
Caia aos pedaços,
galho a galho,
perca sua beleza

Até que por fim 
só reste a mim
em meio ao campo recém adubado
pronto pra ser plantado
e, quem sabe, ser preenchido
por flores de todos os tipos
até que se torne um lindo jardim...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta o que achou que eu respondo na velocidade da luz! Beijos doces s2